Como foi inventado o computador?

A partir de hoje, toda quinta-feira é dia de invenções aqui no Tec 815. E hoje, para começar, vamos iniciar com a invenção do computador, pois sem ele, você não estaria lendo essa matéria.

Como sabemos, o computador é uma máquina capaz de variados tipos de tratamento automático de informações ou processamento de dados. Um computador pode possuir inúmeros atributos, dentre eles armazenamento de dados, educação, músicas, vídeos, processamento de dados, cálculo em grande escala, jogos, desenho industrial, tratamento de imagens gráficas, realidade virtual, entretenimento e cultura, etc. mas tudo isso tem um ponto em comum: trabalha através do processamento de dados, afinal, toda informação em um computador é feita através de dados, de vídeos a projetos arquitetônicos.

Mas e o que são esses dados? São os famosos bits, que contêm os valores 0 e 1, somente estes, por isso dizemos que o computador trabalha com linguagem binária (bi = 2). Hoje em dia não medimos muita coisa em bits, pois eles são extremamente irrisórios se comparados ao nosso grau de evolução tecnológica. Apenas por curiosidade: Hoje já trabalhamos com Terabytes. 1 terabyte corresponde a 1.000.000.000.000 bits ou seja, 1x10¹², ou ainda 1 trilhão de bits.

Muito, certo? Com certeza, mas não era, há quase 80 anos atrás, quando o primeiro computador (nos moldes atuais) foi inventado. Necessário salientar que estamos tratando especificamente da invenção do computador como conhecemos hoje, já que amplamente, ele não se passa de uma máquina automatizada de cálculos, e se fossemos levar ao pé da letra, veríamos que o "computador", nesse escopo, surgiu mesmo há muito mais tempo.

A primeira ideia de computador eletro-mecânico é de um alemão, Konrad Zuse, que em 1936 tentou vender a ideia ao governo, sendo prontamente descartado, já que, para eles, não tinha utilidade para a guerra e portanto não tinha utilidade alguma para o momento. Detalhe: os 4 primeiros modelos (z1, z2, z3 e z4) foram destruídos em bombardeios causados pela segunda guerra mundial.

O primeiro computador moderno, criado por Konrad Zuse em 1936

Os computadores ficariam esquecidos por um tempo, sendo somente reabilitado em1944 quando a marinha americana, juntamente com a Universidade de Harvard criaram uma máquina que conseguia multiplicar dois números de dez dígitos em três segundos. Uma verdadeira revolução.

Detalhe: Este computador tinha 120 m³ e ocupava o espaço de uma casa.

Parte do Harvard Mark I

Simultaneamente, e em segredo, estava sendo criado pelo exército americano o mais famoso antecessor do nosso computador pessoal, o Eniac, que de tão grande precisava ser operado por equipes de 6 pessoas, ligando e desligando conexões, inserindo e removendo os cartões furados que faziam as vezes de entrada de dados. Veja suas características:

  • Capaz de fazer 5000 cálculos por segundo;
  • Investidos 6 milhões de dólares - em valores atualizados - para sua construção;
  • 17.468 tubos de vácuo;
  • 7.200 diodos de cristal;
  • 1.500 relés;
  • 70.000 resistores;
  • 10.000 capacitores;
  • Cerca de 5 milhões de conexões soldadas à mão;
  • Pesava cerca de 27 toneladas;
  • Media cerca de 167 m2


Reza a lenda que quando era ligado, as luzes da Filadélfia esmaeciam, devido ao consumo de seus 150 kW de potência que eram necessários para seu funcionamento.

O Eniac em operação

A partir do Eniac estava lançado a pedra fundamental para os computadores. Dali para a frente só evoluiríamos, diminuindo suas medidas com a criação dos transistores que substituiriam as antigas e enormes válvulas, depois os chips, microchips e ao infinito e além. Evoluímos a velocidade das memórias, armazenamento, processamento, segurança, manuseabilidade, etc.

Comparação entre as tecnologias que permitiram a
diminuição do tamanho de um computador

Enfim, seu computador que hoje faz milhares de cálculos por segundo não seria possível se há cerca de 80 anos o primeiro computador, do tamanho de uma casa de 2 andares. Não houvesse sido inventado. Portanto, não esqueça de agradecer à ciência cada vez que colocar seu notebook na mochila para ir para a aula.

Até quinta que vem com uma nova invenção.

Nenhum comentário